sábado, 2 de dezembro de 2017

Fechamento - Novembro/2017 - R$ 114 140,47 (+1,80% ou +R$ 2 018,42)


Olá amigos!
Este é mais um fechamento de mês.

O post desse mês vai ser mais longo do que os demais.

Eu olhando para o meu crescimento de patrimônio de novembro.....

Finanças
Mês complicado para meus aportes. Não consegui atingir os R$ 2 mil de aporte. Ainda assim, tive um crescimento de patrimônio.
Comecei a investidor no mercado de renda variável, com foco em "Value Investing" (investir em valor), comprando bons ativos, que pagam bons dividendos, pensando em longo prazo (acima de 10 anos).
Estou com valores pequenos ainda, então com compras constantes vou aumentar aos poucos a exposição em renda variável.
Para o próximo mês, aporte deve aumentar, pois tem 13º e possível grana extra na empresa.
Também adicionei uma coluna para "Proventos" (renda passiva), onde vou apontar os valores recebidos com dividendos, juros sobre capital próprio (JCP) e renda de FIIs.



Como falei no último mês, passarei a colocar também a minha carteira. Por enquanto vou me limitar ao percentual de cada tipo de ativo, sem entrar em detalhes de cada papel.



Para quem está começando em renda variável, lembre-se de pesquisar bastante sobre o ativo no qual pretende colocar o seu suado dinheiro. Não compre com base apenas em indicação ou boato de alguém, procure entender os fundamentos daquele ativo, os principais indicadores e os riscos do negócio.

Educação
Sem muitas novidades. Continuo firme na pós, já quase em clima de férias, e agora em dezembro faço a última prova.
Voltei a praticar um pouco de inglês e espanhol, mas nada muito relevante.

Vida profissional
Novembro foi puxado, com treinamento e viagem no fim do mês. Projeto quase na reta final, com muitos pontos pendentes. Feedback com um dos meus chefes, mesma conversa de novo.
Motivação para o trabalho com forte oscilação, alternando entre altos e baixos (mais baixos que altos).

Saúde
Continuo na natação, apesar de ter pulado alguns dias por causa do trabalho. Alimentação também estável. Estacionei nos 86Kg.

Leitura
Nova seção nos posts mensais. Neste espaço, vou comentar sobre livros que estou lendo ou terminei de ler no mês, fazendo uma pequena resenha.
Já começo com o pé na porta, comentando os dois livros que li em novembro.

- Livro 1:
Bilhões e lágrimas - A economia brasileira e seus atores
Consuelo Dieguez
2014

Companhia das Letras



Escrito pela jornalista Consuelo Dieguez, que trabalhou na revista Piauí, fez uma coletânea de textos publicados na revista, de 2006 a 2013, que incluem entrevistas e histórias sobre o mundo de finanças e negócios.
A primeira parte do livro traz entrevistas com o Luis Stuhlberger, Daniel Dantas, Luciano Coutinho (ex-presidente do BNDES), Luiz Cezar Fernandes (fundador e ex-sócio do banco Pactual), Alexandre Tombini (ex-presidente do Banco Central), Sérgio Rosa (ex-presidente do Previ), entre outros, e conta as histórias por trás da fusão da Sadia com a Perdigão.
A segunda parte do livro trás uma coletânea de textos sobre a Petrobras, em especial a descoberta do pré-sal  e os estragos causados nas empresas de açúcar e álcool quando o governo congelou o preço da gasolina para controlar a inflação.
Os textos são acessíveis e bem detalhados, tornando a leitura fluída. Tanto que, apesar de ser um livro de mais de 300 páginas, acabei lendo em uma semana.

- Livro 2:
Os axiomas de Zurique
Max Gunther
1989
Várias


Esse é um livro bem conhecido no mundo de finanças, até por isso me interessei na leitura.
O autor é um norte-americano, descendente de suíços, que descreve alguns axiomas (regras práticas) que guiam os investimentos (ou especulações, como o autor do livro prefere) dos banqueiros suíços há décadas.
É dividido em 12 axiomas maiores e 16 menores, e o autor explica cada um deles com exemplos práticos. Explica ainda como utilizar cada axioma para melhorar os investimentos.
Por ser algo mais voltado a estratégias de investimento, para mim que sou iniciante nos investimentos, alguns conceitos parecem de difícil aplicação no cotidiano (exemplo: Resistir à tentação das diversificações parece ser contra o senso prático de "não colocar todos os ovos na mesma cesta").
Mas ainda assim foi uma boa leitura, pois o estilo do autor não deixa o texto ficar cansativo.

Conclusão
Mês corrido no trabalho, com pequena evolução no patrimônio, mas que permitiu boas leituras e crescimento pessoal.

Sucesso,

Abraço

3 comentários:

  1. Ter bons aportes, comprar bons ativos, que pagam bons dividendos, reinvestir os dividendos e ainda comprar mais ações nas quedas, é uma estrategia que da certo no longo prazo, a prova disso é Luiz Barsi

    Abraço e bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DIL, obrigado pelo comentário. Com certeza, o sr. Luiz Barsi é um grande exemplo dessa estratégia, assim como o mestre Warren Buffet.

      Sucesso,

      Abraço

      Excluir
  2. Conheça a Riviera de São Lourenço, um ótimo lugar para investir em Imóveis.

    ResponderExcluir